Não escorregue na superfície!


Não escorregue na superfície

Quem constrói ou repara barcos tem sempre um problema a ser resolvido que, quase sempre, é de difícil solução: A preparação de superfícies antiderrapantes. O lado bom é que há um grande número de opções e receitas disponíveis, o lado ruim é que nem todas elas irão produzir o efeito desejado.

Superfícies antiderrapantes são sempre necessárias em partes do convés de um barco onde haverá tráfego de pessoas. No caso da construção de um modelo novo de barco, o construtor deve inicialmente pensar no tipo de textura que irá usar sobre a superfície do convés e como fazer isto.

Normalmente se utiliza uma folha de plástico texturizado pra fazer os modelos que vão ser colocados sobre o plug antes de tirar o molde (É importante notar que a textura que for colocada sobre o plug deve ser positiva para poder reproduzir no molde o desenho correto). Existem alguns produtos a base de vinil que podem ser usados nessa produção, mas nem todos têm boa resistência ao estireno do gelcoat e da resina, e correm o risco de se soltar na hora da fabricação do molde, o que seria um desastre total.

Quando o plug do convés estiver pronto, o construtor deve começar a desenhar onde vai colocar as superfícies antiderrapantes e fazer modelos com uma chapa fina de fibra ou compensado naval.  Depois de cortar o vinil, ele deve ser colado com um adesivo especial sobre o plug. Lembrem-se: Nem todo produto promove uma colagem estável e garantida contra os efeitos do vapor da resina e estireno.

No caso de barcos que são construídos no sistema on-off ou mesmo no caso de reparos que incluem a remoção e substituição das superfícies antiderrapantes, o processo é um pouco diferente e mais complicado.  Nestes casos, deve-se conseguir uma folha de textura antiderrapante negativa. Sobre este modelo deve ser aplicado o desmoldante, e em seguida o gelcoat com a mesma cor original do barco.  Com o gelcoat curado, deve-se laminar uma fina camada de manta de fibra de vidro de 300 gr/m2 e esperar curar o painel para poder desmoldar.

Em seguida, coloque o gabarito das superfícies sobre esta placa com o auxílio de uma tesoura bem amolada para não danificar a folha de antiderrapante.  A folha de manta com o antiderrapante deve ser colada com adesivo sobre o convés já lixado e previamente preparado para receber o novo acabamento no local correto.

Isole o local para o adesivo não contaminar o restante do convés, é aconselhável que se use uma fita crepe larga bem ajustada nos cantos e raios. Aplique adesivo a base de poliéster ou epóxi e pressione a nova superfície contra o convés. A melhor maneira e mais profissional é com uso de vácuo, mas nem todos os construtores têm acesso à técnica. De qualquer forma, depois de colar a nova placa deve ser aplicado um raio de massa feito com gelcoat e sílica para se conseguir um acabamento perfeito. No final, isole o novo antiderrapante e pinte a superfície do convés.

O trabalho de refazer as superfícies antiderrapantes de um convés antigo é ainda mais árduo e consome bastante tempo. Repintar o convés e as superfícies antiderrapantes antigas acaba por fechar a textura antiga e não produzir o efeito de segurar a tripulação. Em barcos a motor com uma superfície do cockpit confinada pode ser até aceitável, mas em barcos a vela, que navegam adernados a maior parte do tempo, o resultado vai ser desastroso.


Uma opção intermediária para reparar todo o convés é retirar, com o auxílio de uma lixadeira, a textura antiderrapante antiga impressa e depois repintar toda a superfície com uma tinta especial que produzirá uma boa superfície evitando que a tripulação escorregue.  Embora muitos donos de barcos gostem e achem que a superfície original impressa no convés mantém o valor do barco, vale a pena repensar no custo benefício de ambas as opções.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>