O Uso de Tecidos Unidirecionais

É possível também variar a quantidade de fios em cada direção e fabricar tecidos que tenham propriedades mecânicas direcionais. Normalmente, o máximo que se faz comercialmente são tecidos com diferenças na quantidade de fios de 30% a 70% entre as direções. Quando pelo menos 70% dos tecidos são colocados, ou concentrados, em uma só direção ele é chamado de tecido unidirecional. 

Estes tecidos são produzidos em larguras que variam do tamanho do rolo normal de 50 polegadas ou até fitas (tapes) com 2” (50mm), 4” (100mm), 6” (150mm) e 8” polegadas (200mm), incluindo também larguras intermediárias.  Para tecidos unidirecionais de carbono as larguras comerciais são de 300mm (12”) e 600mm (24”) pois são mais fáceis de serem utilizadas com impregnadores ou com tecidos do tipo pré-impregnado.

Os tecidos colados transversalmente são melhores porque, além de eliminarem as poucas tramas, são muito fáceis de serem impregnados. Esta forma de reforço aumenta bastante as propriedades direcionais, embora na direção transversal ou em qualquer outra, a sua resistência seja muito baixa.  Entretanto, o que sempre acontece, é que esse tipo de tecido é colocado nas regiões onde o construtor já determinou a direção principal do esforço.

Existe um grande número de opções disponíveis para se comprar tecidos unidirecionais não tramados, colados ou fabricados de uma dezena de formas diferentes.  Todos eles têm prós e contras, o que só é possível ser descoberto com testes práticos. Note também, que a resistência e o preço podem variar muito entre todas estas configurações.       

É também possível a construção de laminados a partir de tecidos unidirecionais, variando sua orientação através de suas camadas. Uma grande vantagem desse método é a redução da espessura e o excelente teor de vidro, que normalmente excede aos tecidos bidirecionais. Dessa forma, você pode construir um tecido apontado para quatro direções diferentes, [0/ 90/ 45/ -45] com predominância em uma ou duas delas, e otimizar resistência e peso. Observe, entretanto, que as dificuldades de moldagem são enormes com esse tipo de material e vão exigir limitações de ordem construtiva.

Os tecidos unidirecionais podem ser fabricados somente com um tipo de fibra ou com a combinação de duas delas. Os padrões mais usuais de tecidos unidirecionais híbridos são de carbono com kevlar e vidro com kevlar.  Os tecidos unidirecionais têm gramaturas que variam entre 80 e 1200 gr/m2.

Comentários (3)

  • Kenitti disse:

    Olá,estou tendo um grande problema na infusão com o direcional de carbono 600,sempre tenho esse problema em uma targa 74 pés,as primeiras camadas de tecido molha mais não penetra nos direcionais e o problema que nessas regiões o construtor pede 8 camadas de direcional,usei freio nas linhas de vácuo para travar a resina na peça,fiz um trabalho de reinjetar a resina varia vezes mas mesmo assim n tive o resultado ideal,o que poderia estar fazendo para ajustar isso?
    Faço processo em uma targa 83 pés com a mesma quantidade de direcional porem com o tecido normal não o de carbono e não tenho problemas,

    • Barracuda Composites disse:

      Kenitti,

      Imaginamos que você está usando uma resina VE. Você tem que notar que os tecidos de carbono devem ter o sizing correto para a resina que você usa. A maioria dos tecidos de carbono são produzidos para utilização com resina epoxy e o diâmetro das fibras de carbono de padrão comercial tem 4-5 microns contra 18-22 microns das fibras de vidro. Então certamente vai haver dificuldade de impregnação. Dependendo se você usa um tecido unidirecional de 12k, 24 ou 48k o espaço para a passagem da resina é bem pequeno. Inicialmente use um tecido de carbono com o sizing compatível com a resina. Sobre o flow é possível sim contornar o problema.

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *